Elon Musk é a terceira pessoa mais rica do mundo – pelo menos por enquanto.

Ele ultrapassou o cofundador do Facebook Mark Zuckerberg nesta segunda-feira (31), quando as ações da Tesla Inc. se mantém em um momento de alta nas cotações , decorrentes de um desdobramento das ações da fabricante de carros elétricos. Às 11h25, Musk valia US$ 111,3 bilhões em comparação aos US$ 110,5 bilhões de Zuckerberg, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index, que é atualizado no final de cada dia de mercado.

Musk viu um aumento meteórico em sua riqueza, com seu patrimônio líquido crescendo em US $ 76,1 bilhões este ano, com as ações da Tesla subindo mais de 475%. Ele teve um outro tipo de ajuda para o crescimento de sua fortuna: um pacote de remuneração audacioso – o maior acordo de remuneração corporativa já fechado entre um CEO e um conselho de administração – que pode render a ele mais de US$ 50 bilhões se todas as metas forem cumpridas.

Na semana passada, o CEO da Tesla se juntou a Zuckerberg, Jeff Bezos e Bill Gates no clube dos detentores de ao menos uma centena de bilhões de dólares, em meio a uma disparada das ações das Big Tech.

O ritmo acelerado de acumulação de riqueza nos últimos meses contrasta fortemente com o estado da economia global. O crescimento caiu drasticamente desde o início da pandemia, com empresas demitindo milhões de trabalhadores e aumentando a demanda do consumidor. O peso da dor econômica tem sido suportado por trabalhadores jovens e com salários mais baixos, cujos empregos são normalmente mais vulneráveis ​​a demissões relacionadas à Covid.

Musk ainda tem um longo caminho para se tornar a pessoa mais rica do mundo. Bezos vale cerca de US$ 200 bilhões.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.