Por Min Zhang e Dominique Patton

PEQUIM (Reuters) – Os contratos futuros do aço inoxidável chinês avançaram seu limite diário de negociação nesta quinta-feira para atingir um recorde histórico, e observadores do mercado estavam preocupados com as contínuas restrições de oferta do metal, enquanto a demanda downstream permanece resiliente.

“Os estoques de aço inoxidável estão relativamente baixos… os suprimentos continuarão caindo afetados pelos controles de produção, mas o consumo está estável”, escreveram analistas da Huatai Futures em nota.

As negociações de redução da produção de ferro-gusa de níquel (NPI) também elevaram os preços, acrescentou a Huatai Futures.

Alguns produtores de NPI na província de Shandong, no leste da China, reduziram a produção recentemente, e isso “afetou significativamente” o fornecimento de matéria-prima, de acordo com a consultoria Mysteel.

O contrato de aço inoxidável mais ativo na Bolsa de Futuros de Xangai, para entrega em outubro, subiu 7%, para 20.680 iuanes (3.214,87 dólares) por tonelada.

Outros produtos siderúrgicos na bolsa de Xangai também subiram, com o vergalhão de construção fechando em alta de 0,8%, a 5.541 iuanes por tonelada, e as bobinas laminadas a quente subindo 1,0%, para 5.743 iuanes por tonelada.

Os preços dos ingredientes para a produção de aço na Bolsa de Commodity de Daliam caíram. O carvão metalúrgico fechou em queda de 0,6%, para 2.684 iuanes por tonelada, e o coque caiu 4%, para 3.189 iuanes.

Os contratos futuros do minério de ferro de referência na bolsa de Dalian caíram 3,9%, para 671 iuanes por tonelada.

Os preços spot do minério de ferro com 62% de teor de ferro para entrega na China caíram 5,5 dólares para 119,5 dólares por tonelada na quarta-feira, mostraram dados da consultoria SteelHome.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).