RIO DE JANEIRO (Reuters) – O consumo de energia no sistema elétrico brasileiro se manteve quase estável nas primeiras duas semanas de setembro ante o mesmo período do ano passado, com leve aumento de 0,2%, para 64.693 MW médios, informou nesta quarta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Na comparação com o mesmo período de 2019, porém, houve um aumento de 4,2% no consumo.

O consumo no mercado livre (ACL), ambiente em que grandes indústrias e centros comerciais podem negociar diretamente contratos de suprimento, foi de 22.001 MW médios, alta de 5,5% na comparação anual.

Já o mercado regulado (ACR), no qual pequenas e médias empresas e residências adquirem eletricidade junto às distribuidoras, demandou 42.692 MW médios, um recuo de 2,4% frente ao ano passado, influenciado pelo feriado de 7 de setembro, que ocorreu numa terça-feira e levou a emendas na segunda-feira para parte do comércio, disse a CCEE.

“Os números também foram influenciados pela saída de consumidores do ACR para o ACL nesse período. Se desconsiderarmos o efeito de migração entre os ambientes nos últimos doze meses, o mercado livre teria crescido 1,1% enquanto o mercado regulado recuaria menos, cerca de 0,2%”, disse a câmara. 

(Por Marta Nogueira)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).