SÃO PAULO (Reuters) – A Compass Gás e Energia, empresa do grupo Cosan, informou nesta terça-feira o início da construção do Terminal de Regaseificação de São Paulo (TRSP), localizado no Porto de Santos, com investimentos estimados em cerca de 700 milhões de reais e prazo de construção de aproximadamente 20 meses.

Segundo fato relevante publicado pela companhia, o ativo terá capacidade de regaseificação nominal de 14 milhões de metros cúbicos por dia e capacidade de armazenamento de 173 mil metros cúbicos de gás natural liquefeito (GNL).

O terminal irá operar em um modelo de afretamento da Floating Storage and Regasification Unit (FSRU, na sigla em inglês), embarcação especializada na regaseificação do GNL, acrescentou a Compass.

“A companhia acredita que a implementação do TRSP será uma importante alavanca para o desenvolvimento do mercado livre de gás natural, promovendo maior concorrência por meio de uma nova oferta de gás natural em território nacional”, concluiu a empresa.

(Por Gabriel Araujo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).