Com sorvetes que custam a metade do preço do concorrente mais famoso, a Oggi tem planos para expandir sua rede de franquias para cidades de mais três Estados em 2021. Para dar conta do aumento de vendas, a empresa vai inaugurar sua terceira fábrica de sorvetes.

Quando foi fundada, em 2006, os donos da Oggi nem sonhavam em montar um sistema de franquias. Na época, a empresa distribuía sorvete por meio de freezers expostos no varejo. Foi em 2016 que a Oggi decidiu transformar a fábrica de sorvete em uma marca de franquia.

“Os fundadores da empresa avaliaram que o consumo per capita de sorvete no Brasil era muito baixo, por isso resolveram investir. Eles acreditam que há potencial para elevar esse consumo”, disse Daniel Zanco, CEO da Oggi.

Desde então, foram inauguradas 500 lojas, sendo 160 somente em 2020. Para este ano, a previsão é abrir mais 300 unidades.

Onde ficarão as novas lojas? Hoje, a maioria das lojas está concentrada em São Paulo, principalmente na região metropolitana. A Oggi conta com 40 lojas no Rio e começou a fazer sua expansão para cidades da Bahia, Goiás e Paraná.

“Nossa loja de número 500 vai ser inaugurada em Maringá nesta semana. É a primeira loja do Paraná, e deveremos ter outras lá”, afirmou Zanco.

Como a empresa vai dar conta do aumento de lojas? Com mais produção. Hoje, a empresa fabrica cerca de 1 milhão de picolés por dia.

Hoje, são duas fábricas de sorvete: uma em São Bernardo do Campo (SP) e outra em Barra do Piraí (RJ). A terceira está sendo finalizada em Indaiatuba (SP).

Que formato de loja que será inaugurado? No começo, a Oggi vendia seus sorvetes para o varejo – eram colocados freezers em supermercados e bancas de jornal, por exemplo.

Depois, no início do sistema franquias, cresceu muito através da instalação de quiosques em supermercados e outros tipos de comércio.

Mas Zanco diz que o plano agora é focar no formato de loja tradicional. Diferentemente do quiosque, a loja tem espaço para vender sorvete em pote. No quiosque, só dá para vender picolé.

Vai ter loja em shopping? Não. Segundo o CEO, os custos de operação dentro de um shopping são elevados demais para a venda de sorvetes que trabalha com margens de lucro bem apertadas.

Dá para consumir o sorvete na loja? Por enquanto não. O modelo de venda da Oggi é de venda de sorvete para consumo em casa. “Não tem espaço para consumo no local. As pessoas compram o pote de sorvete ou picolé e levam para casa”, diz Zanco.

Qual a receita de sucesso? O executivo diz que a marca cresceu em cima da qualidade com preço baixo. “As pessoas provam e se surpreendem quando descobrem que aquele produto custa só R$ 1 ou R$ 2. É uma percepção de que pagaram pouco por um produto de qualidade.”

Quanto custa uma franquia da Oggi? Veja abaixo:

  • Investimento total aproximado: a partir de R$ 75 mil
  • Capital de giro: de R$ 10 mil a R$ 30 mil
  • Fundo de propaganda: 2,5% sobre o valor de pedido
  • Área mínima de uma unidade: 90 m²
  • Número mínimo de pessoas na operação: de 2 a 3
  • Faturamento médio: R$ 55 mil
  • Taxa de lucratividade: 10% do faturamento
  • Prazo de retorno do investimento: de 18 a 24 meses

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).