O Magazine Luiza anunciou hoje a aquisição da VipCommerce, uma plataforma de e-commerce white label (marca própria) focada em alimentos. Com essa aquisição, a companhia avança na estratégia de desenvolver seu e-commerce de alimentos.

Qual o contexto da aquisição? Com a pandemia, mais pessoas passaram a fazer compras pela internet. Um dos segmentos mais beneficiados foi o alimentar. Por isso, várias redes varejistas investiram na expansão do e-commerce de alimentos.

Quanto o supermercado representa no e-commerce do Magalu? Atualmente, a categoria supermercado representa mais de 40% de todos os itens vendidos no e-commerce do Magalu, que já é um dos maiores vendedores online desse segmento no Brasil.

Desde o início da pandemia, o Magalu tem expandido rapidamente a sua categoria de mercado — inicialmente com foco no estoque próprio, possibilitando que os clientes recebam em suas casas com segurança.

No ano passado, o Magalu realizou 11 aquisições estratégicas. Uma delas foi da startup de delivery de alimentos AiQFome.

O que a VipCommerce faz? Sediada em Belo Horizonte, a VipCommerce permite que varejistas analógicos criem — de forma rápida e fácil — lojas digitais para desktop, celular e apps.

Ela oferece tecnologia para mais de 100 redes de supermercados, com 400 lojas localizadas em 18 estados do país. Sua plataforma reúne mais de 300 000 itens em estoque e processa R$ 250 milhões de reais em vendas anualizadas.

Qual o próximo passo? A expectativa é que o Magalu aproveite a expertise da AiQFome e da VipCommerce para acelerar seu e-commerce de alimentos, disputando um espaço que hoje é dominado por gigantes do setor como Carrefour e Pão de Açúcar.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).