Reforçar a segurança online é uma das prioridades das empresas brasileiras com o objetivo de prevenir fraudes. A informação foi coletada em pesquisa global da Experian, divulgada nesta terça-feira (15). Entre os participantes, 61% defendem o investimento em segurança.

O gerente executivo para Soluções de Prevenção à Fraude, Rafael Garcia, afirma que a transformação é impulsionada pelo aumento nas transações digitais causado pela pandemia. “Com o aumento das transações digitais é preciso estar preparado para evitar perdas ao negócio e garantir a segurança dos dados dos consumidores. Por isso a importância de se prevenir situações como essa, aliando tecnologia e dados a uma melhor experiência para os clientes”, afirma.

No Brasil, a maior parte das empresas (78%) afirma ter um plano para apoiar os clientes com tolerância durante a pandemia. O aumento no prazo de pagamento é um exemplo do que vem sendo feito.

As companhias brasileiras também pretendem investir mais em ferramentas de análise de risco de crédito dos clientes nos próximos seis meses – o orçamento para esta prática aumentou para 60% dos entrevistados, deixando o Brasil acima da média global, de 55%.

Segundo a Experian, as soluções de autenticação de usuários mais procuradas de forma global são:

• Voltadas para os dispositivos dos consumidores (33%)
• Uso de senhas (28%)
• Perguntas de segurança (28%)

Foram entrevistadas 900 empresas de todo mundo, incluindo Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Espanha, Austrália, Índia, Japão e Singapura sobre identidade dos consumidores, gerenciamento de fraude, analytics e transparência. Foram consideradas companhias dos setores de tecnologia para consumidores, bancos de varejo, e-commerce e telecomunicações.  A pesquisa foi realizada pela Experian entre os dias 16 e 30 de setembro deste ano.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).