O Mercado Livre, maior marketplace do país, anunciou hoje que vai abrir mais cinco centros de distribuições em 2021, ampliando sua capacidade de armazenagem de produtos. Com esse aumento, a empresa pretende reduzir os prazos de entrega das mercadorias vendidas pelo e-commerce.

Onde ficam esses novos centros? São dois em Cajamar (SP), um em Guarulhos (SP), um em Governador Celso Ramos (SC) e um em Extrema (MG).

O que significa essa ampliação? O Mercado Livre ganha mais 340 mil m² de capacidade de armazenamento. Segundo Leandro Bassoi, vice-presidente de Mercado Envios, essa área mais que duplica a atual capacidade instalada da empresa.

O que significa isso para o cliente? O principal objetivo é reduzir os prazos de entrega, já que os centros de distribuição encurtam as distâncias entre o vendedor e a casa do cliente. Bassoi disse que hoje 80% da população de 1.800 cidades já recebe seus produtos em até dois dias – sendo 70% em 24 horas e 10% nas 24 horas seguintes.

Vai dar para entregar no mesmo dia? O caminho é esse. Mas Bassoi diz que antes a empresa quer consolidar a entrega em até dois dias para mais cidades do Brasil. “Primeiro, nosso cliente tem que confiar que o pacote vai chegar amanhã. Hoje, isso ainda não é verdade. Quando isso for verdade, a forma de comprar vai mudar. O consumidor vai confiar que vai comprar na quinta para a festa de domingo e que o presente vai chegar”, afirmou Bassoi.

Por que acelerar a entrega é bom para a empresa? Por vários motivos. O primeiro é que quanto menor o prazo de entrega, maior é a penetração do e-commerce nas vendas totais. Durante a pandemia, essa fatia saltou de 5% para 11%.

“E isso não vai se reduzir, esse é o novo piso e daí para mais. Temos muitas categorias com penetração baixa e com potencial de aumentar o e-commerce. E por que não esperar que a penetração do ecommerce suba para 20% em alguns anos? Nos Estados Unidos já é 20%, na China é 40%, afirma Fernando Yunes, vice-presidente sênior para o Brasil do Mercado Livre.

Além disso, aumenta a satisfação do cliente com a compra realizada, o que amplia a recorrência das transações.

Qual foi o valor do investimento? Os novos centros de distribuição estão incluídos no investimento anunciado pela companhia de R$ 4 bilhões no Brasil ao longo de 2020. Esse valor engloba a ampliação da frota própria de entregas e instalação de novos centros de distribuição.

Qual a frota de entrega da empresa? A empresa, que acabou de anunciar uma frota de quatro aviões, conta com 600 carretas e mais de 10 mil vans que atuam entre os entrepostos, para ajudar nas entregas de encomendas.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).