PEQUIM (Reuters) – A China vai “fortalecer ajustes” na arrecadação de impostos para aumentar a receita e reformar a distribuição de renda do país, mas de forma direcionada e precisa, como parte dos esforços para alcançar “prosperidade comum” de longo prazo, disse a agência estatal de notícias Xinhua.

A China pretende “dividir o bolo” ajustando “razoavelmente” a renda dos mais ricos e elevando a renda dos grupos mais pobres, escreveu a Xinhua num artigo de perguntas e respostas sobre a economia chinesa.

Mas a política tributária da China não deve ser mal interpretada como algo que “rouba dos ricos para ajudar os pobres”, disse a Xinhua no artigo de perguntas e respostas, para o qual a agência disse ter entrevistado os “departamentos relevantes” e “pessoas autorizadas”.

“Prosperidade comum” é uma política do presidente Xi Jinping que busca reduzir a distância entre ricos e pobres. Em artigo no jornal do Partido Comunista Qiushi, publicado pela Xinhua neste mês, Xi pediu que a China “avance com vigor e firmeza” com a legislação de um imposto sobre propriedade.

(Por Ryan Woo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).