XANGAI (Reuters) – O principal órgão de tomada de decisão do Parlamento chinês disse neste sábado que vai implantar um projeto-piloto de imposto imobiliário em algumas regiões, informou a agência de notícias oficial Xinhua.

O Conselho de Estado determinará quais regiões receberão o imposto piloto e outros detalhes, acrescentou a Xinhua.

O há muito discutido –e há muito rechaçado– imposto sobre propriedade da China ganhou novo ímpeto quando o presidente Xi Jinping deu seu apoio ao que especialistas dizem que seria uma das mudanças mais profundas na política voltada ao setor imobiliário do país em uma geração.

Um imposto pode finalmente domar os preços das residências, que disparam mais de 2.000% desde a privatização do mercado imobiliário, na década de 1990, em uma China em rápida urbanização. O salto nos preços nos últimos anos gerou uma crise de acessibilidade, especialmente entre os mais jovens.

Mas a possibilidade do imposto está chegando em um momento delicado, já que o mercado imobiliário está mostrando sinais significativos de estresse e os preços das casas começaram a cair em algumas áreas.

(Por Steven Bian e Engen Tham)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).