O CEO da Porsche, Oliver Blume, sinalizou que estaria aberto a considerar uma oferta pública inicial da fabricante de carros esportivos alemã se a controladora Volkswagen decidir fazer uma.

“Acho que a Porsche pode ser uma parte interessante para pensar em um IPO”, disse Blume durante uma entrevista coletiva com repórteres americanos, alertando que a decisão final não caberá a ele tomar. “Temos que entregar isso à Volkswagen e eles não têm nada decidido.”

Listar a divisão de carros cobiçado tem sido apontado como uma maneira de reforçar a valorização do mercado de ações da VW. A Volkswagen está estudando os méritos de um potencial Porsche IPO, segundo relatou a Bloomberg News no mês passado.

O CEO da Volkswagen, Herbert Diess, pareceu derramar água fria na ideia esta semana, quando disse que a maior montadora da Europa não tem “necessidade imediata” de levantar fundos para seu investimento caro em carros elétricos, baterias e software. A fabricante alemã, dona de 12 marcas automotivas, gera bastante dinheiro para pagar a transição, disse ele.

Luz brilhante durante a pandemia

A Porsche foi a luz brilhante da VW durante a pandemia. As entregas da marca caíram apenas 3% no ano passado, graças à forte demanda na China, seu maior mercado. Isso ajudou a fabricante com sede em Stuttgart a manter uma margem de lucro de dois dígitos quando muitas montadoras de massa sofreram uma queda dramática.

Lutz Meschke, diretor financeiro da Porsche, levantou pela primeira vez os benefícios de uma possível IPO em 2018, dizendo que tal movimento poderia desbloquear valor e replicar a venda de ações bem-sucedida da Ferrari anos antes. As deliberações não obtiveram apoio da VW na época.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).