PEQUIM (Reuters) – Os contratos futuros de matérias-primas siderúrgicas negociados na bolsa de commodities de Dalian, na China, avançaram nesta terça-feira, com o carvão coque saltando mais de 3% em meio a uma escassez de oferta.

O contrato mais ativo do carvão metalúrgico, para entrega em setembro, chegou a subir 3,2%, a 2.098 iuanes (323,54 dólares) por tonelada, maior patamar desde 13 de maio. Ele terminou a sessão em alta de 2,0%, a 2.074 iuanes por tonelada.

Os futuros do coque avançaram 2,6%, para 2.738 iuanes por tonelada.

“As taxas de utilização de capacidade das empresas de coque estão subindo, mas não se recuperaram para o nível anterior aos controles de produção, e estão mais baixas do que em igual período de anos anteriores”, disseram analistas da SinoSteel Futures em nota.

A referência do minério de ferro na bolsa de Dalian fechou em alta de 0,3%, a 1.233 iuanes por tonelada.

“Apesar do atual aperto na oferta de minério de ferro, principalmente na Austrália, calculamos que os preços estão fundamentalmente sobrevalorizados em comparação com o produtor de custo marginal mais elevado”, disse Atilla Widnell, diretor-gerente da Navigate Commodities em Cingapura.

(Reportagem de Min Zhang e Shivani Singh)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).