SÃO PAULO (Reuters) – A trading e processadora de produtos agrícolas Bunge anunciou nesta quinta-feira meta de reduzir em 25% emissões de gases de efeito estufa até 2030, em comparação a níveis de 2020, além de uma diminuição de 12% nas emissões indiretas (escopo 3).

Segundo a Bunge, o compromisso da empresa de ter cadeias de suprimentos livres de desmatamento até 2025 é fator importante para atingir as metas de redução de emissões.

A divulgação vem após uma declaração conjunta da Bunge e de outros líderes do agronegócio na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26) para acelerar a ação da indústria no combate às mudanças climáticas.

A empresa buscará fazer melhorias em suas operações globais, promovendo a descarbonização por meio do apoio a práticas agrícolas regenerativas. Também quer aprimorar o transporte e a logística para atingir essas metas.

“A expectativa é que uma parte substancial da redução de emissões dentro de suas cadeias de suprimentos seja impulsionada pelo compromisso da Bunge de alcançar cadeias de suprimentos livres de desmatamento até 2025 –o prazo mais curto do setor”, destacou a empresa em nota.

As novas metas climáticas foram validadas pela iniciativa Science Based Targets Initiative.

(Por Roberto Samora)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).