Atualizado às 11h56

As ações da operadora brasileira de rede de fast food BK Brasil dispararam nesta segunda-feira, em resposta ao anúncio, feito no domingo (31), de que ela cancelou seu acordo com a empresa de private equity Vinci Partners para comprar a Domino’s Pizza Brasil, citando condições adversas de mercado.

Às 11h30, as ações da BK Brasil subiam 7,28%, a R$ 7,37, tendo chegado ao pico de R$ 7,45, enquanto o índice Small Caps, do qual faz o papel parte, avançava 2,9%.

A BK Brasil estava prestes a assumir o controle da DP Brasil, dona da Domino’s Pizza no País. O negócio, anunciado em julho, criaria uma rede com 1.200 restaurantes, incluindo as unidades da Popeye’s, e tornaria a BK Brasil a maior operadora de fast food do país.

Em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) , a companhia informou que o negócio foi desfeito “após reavaliação das partes sobre as atuais condições de mercado”.

O distrato da aquisição, no entanto, preserva o direito de preferência da BK Brasil na compra do controle da DP Brasil por 12 meses, no caso de qualquer venda de controle da empresa, pelo mesmo preço por ação oferecido pelo eventual terceiro interessado.

A operadora de fast food também concedeu exclusividade à Domino’s por 12 meses, caso ela decida voltar a se tornar máster franqueada, franqueadora ou franqueada no Brasil de uma pizzaria, acrescentou a BK Brasil. A rescisão do contrato não implica penalidade de qualquer natureza para as partes.

Analistas da Goldman Sachs afirmaram que a rescisão reduz a complexidade dos negócios em um momento em que as condições operacionais de curto prazo permanecem voláteis, permitindo que a administração volte a se concentrar na normalização dos negócios de Burguer King Brasil e Popeye’s.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).