Por Swati Bhat

MUMBAI (Reuters) – O banco central da Índia manteve sua principal taxa de empréstimo em uma mínima recorde nesta quarta-feira, argumentando que o crescimento era uma prioridade e alertando sobre os riscos da inflação e da nova variante Ômicron na recuperação econômica.

Mesmo com o Reserve Bank of India (BC local) mantendo sua postura de política monetária acomodatícia, a instituição delineou planos para drenar o excesso de liquidez no sistema bancário, aumentando chances de um aumento em uma importante taxa básica de empréstimos no início do próximo ano.

O comitê de política monetária do banco central manteve a taxa de empréstimo, ou taxa de recompra, em 4%. A taxa de recompra reversa também foi mantida em 3,35%.

Todos os 50 economistas ouvidos pela Reuters não esperavam nenhuma mudança na taxa repo e não projetam alteração antes do segundo semestre de 2022.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).