SÃO PAULO (Reuters) – O Banco Central fará, entre 9h30 e 9h35 (horário de Brasília) de terça-feira, leilão de venda à vista de dólares referenciado à taxa Ptax, informou a autarquia em comunicado.

Segundo o documento, divulgado nesta segunda-feira, serão aceitos no máximo 500 milhões de dólares no leilão, que será realizado pelo Departamento das Reservas Internacionais (Depin). Esse será o primeiro leilão de venda à vista desde 15 de março.

O anúncio vem após várias intervenções do Banco Central no mercado de câmbio desde quarta-feira da semana passada, com a realização diária de leilões extraordinários de swap cambial tradicional nas últimas quatro sessões.

O dólar subiu 1,22%, a 5,5208 reais, nesta segunda-feira, mesmo depois de o Banco Central irrigar o mercado de câmbio com mais de 1 bilhão de dólares por meio de venda líquida de contratos de swap cambial tradicional –incluindo tanto uma oferta extraordinária quanto uma já prevista em calendário.

Para Fernando Bergallo, diretor de operações da FB Capital, com sua atuação, o Banco Central busca apenas corrigir distorções de liquidez. “O leilão à vista é um dos instrumentos que o BC tem, ele está lançando mão de todos, em um nítido esforço”, afirmou à Reuters.

Ainda assim, isso será “insuficiente para reverter a perda de força (recente) do real”, à medida que o mercado exige maior prêmio em relação ao risco Brasil, acrescentou.

(Por Luana Maria Benedito)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).