O Revolut levantou US$ 800 milhões de investidores, incluindo o Vision Fund 2, do SoftBank, e a Tiger Global Management, e chegou a um valuation de US$ 33 bilhões, em mais um sinal do interesse dos investidores por fintechs.

O novo dinheiro será usado para financiar a expansão da Revolut, com sede em Londres, para novos produtos e mercados, incluindo os EUA e a Índia, de acordo com um comunicado divulgado na quinta-feira.

O novo aporte aumenta o valor de mercado do Revolut em seis vezes, o que torna o Revolut a startup mais valiosa do Reino Unido, ultrapassando a marca de US $ 15 bilhões do Checkout.com.

Esses picos de valorização se tornaram um tema comum nas fintechs este ano, à medida que a demanda por suas ofertas cresce. A startup sueca Klarna Bank, que permite que os clientes online paguem suas compras em prestações, levantou dinheiro em uma avaliação de US$ 45,6 bilhões em junho, após uma série de rodadas de financiamento que mais do que quadruplicou seu valor de mercado em menos de um ano. A empresa de transferência de dinheiro Wise Plc abriu seu capital na Bolsa de Valores de Londres este mês, mais do que dobrando seu valor em cerca de um ano.

E o banco digital alemão N26 está mantendo negociações com investidores para levantar várias centenas de milhões de dólares em uma arrecadação de fundos que pode ser avaliada em cerca de US$ 10 bilhões, disseram pessoas a par do assunto.

O Revolut tem cerca de 15 milhões de clientes pessoais e 500.000 empresas usando seus produtos, que incluem contas bancárias, transferências internacionais de dinheiro, criptomoeda e negociação de ações, bem como ferramentas de orçamento e pagamento de contas.

O Revolut viu seus prejuízos operacionais dobrarem para 201 milhões de libras (US$ 278 milhões) em 2020, à medida que o rápido crescimento em todo o mundo aumentava os custos com pessoal.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).