A Azul reportou nesta segunda-feira prejuízo de R$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre, mas sinalizou uma recuperação mais rápida do que o esperado na demanda por viagens aéreas, prevendo que terá 80% de seus voos em operação até o final do ano.

A receita dobrou em relação ao segundo trimestre para R$ 805 milhões, embora ainda tenha ficado 70% abaixo na comparação anual em razão da pandemia do coronavírus.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).