A Azul comunicou nesta quarta-feira (20) que elevará o número de voos em junho para 168 decolagens diárias nos dias de pico, comparado com uma média de 115 decolagens por dia em maio e 70 voos diários abril.

A companhia também afirmou que irá voar para 57 destinos domésticos em junho ante 38 cidades em maio e 25 em abril.

“Apesar da nossa capacidade em junho ainda ser 80% menor do que em junho do ano passado, estamos vendo uma retomada gradual da demanda desde o início da pandemia”, afirmou o vice-presidente de receitas da Azul, Abhi Shah, no comunicado.

“Vamos monitorar o mercado e expandir nossa malha na medida em que as restrições às viagens no Brasil forem diminuindo e a demanda voltar, especialmente no Estado de São Paulo, que deverá ter restrições reduzidas a partir da primeira semana de junho”, acrescentou.

Contexto: A expansão dos vôos chega em boa hora para a Azul. O setor aéreo tem sido um dos mais castigados pela pandemia, e a Azul tem sido penalizada pela desconfiança dos investidores. Desde o início do ano, as ações da companhia negociadas na B3 já perderam 70% do valor.

(Com Reuters)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).