NOVA YORK (Reuters) – Autoridades do governo argentino, incluindo o ministro das Finanças, Martín Guzmán, reuníram-se com investidores privados nesta sexta-feira em Nova York, disse o governo do país.

Guzman foi acompanhado pelo chefe de gabinete da Argentina, Juan Manzur, e pelo embaixador argentino nos Estados Unidos, Jorge Arguello.

A reunião acontece após Guzmán se reunir nesta semana com a chefe do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva, e os dois concordarem em continuar trabalhando no desenvolvimento de um programa de empréstimo do FMI com credibilidade.

A Argentina e o FMI vêm negociando há meses um programa de empréstimos para substituir um acordado em 2018, que falhou e deixou o país sul-americano como o maior tomador de empréstimos do FMI, com dívida próxima de 45 bilhões de dólares.

No ano passado, a Argentina reestruturou cerca de 65 bilhões de dólares em dívidas com credores privados internacionais, mas os títulos reestruturados estão sendo negociados em níveis estressados, à medida que os investidores se preocupam com as perspectivas econômicas do país exportador de soja.

O país sul-americano está lutando com uma inflação alta que ultrapassa os 52% ao ano.

(Por Rodrigo Campos)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).