(Reuters) – O Goldman Sachs disse que os atuais níveis de preços do petróleo oferecem oportunidades “atraentes” para os investidores se reposicionarem em um mercado em estrutura altista, e a decisão da Opep+ de aumentar a produção só apoia essa visão otimista para as cotações.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, incluindo a Rússia, concordou na quinta-feira em manter sua política de aumento mensal da produção de petróleo.

“O crescimento mais lento da produção de petróleo não convencional (“shale”) virá às custas de uma normalização mais rápida na capacidade extra da Opep, o que ficaria particularmente altista se nenhum acordo com o Irã for fechado em 2022″, disse o banco em nota datada de quinta-feira.

A decisão acrescenta tendência de alta à previsão do Brent de 85 dólares por barril (bbl) para 2023, acrescentou o banco.

Os analistas do Morgan Stanley também disseram que a decisão da Opep+ suavizou seus balanços estimados do mercado de petróleo para o primeiro semestre de 2022, mas destacaram que o mercado provavelmente voltará a ficar com oferta baixa e os estoques serão reduzidos de meados de 2022 em diante.

“Provavelmente levará algum tempo para o mercado de petróleo encontrar seu equilíbrio novamente”, advertiram analistas do Morgan Stanley em uma nota de pesquisa datada de quinta-feira.

Os preços do petróleo subiam na sexta-feira, estendendo os ganhos depois que a Opep+ disse que revisaria as adições de oferta antes de sua próxima reunião programada se a variante do coronavírus Ômicron diminuir a demanda.

Goldman disse que os preços do petróleo precisarão de mais informações sobre a virulência da Ômicron para se recuperar no curto prazo e evidências de um mercado físico apertado para um retorno acima de 80 dólares/bbl, na ausência de aumento do apetite ao risco.

“Os preços mais baixos, que agora devem persistir nas próximas semanas, podem reduzir a urgência em chegar a um acordo com o Irã, que forneceria barris adicionais para ajudar a lidar com um mercado de petróleo apertado”, acrescentou o banco.

(Reportagem de Seher Dareen e Nakul Iyer em Bengaluru)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).