BERLIM (Reuters) – Assessores econômicos do governo alemão cortaram sua previsão de crescimento em 2021 para 2,7%, de uma taxa de 3,1% projetada em março, devido aos gargalos na cadeia de oferta e a limitações de capacidade na economia global.

Os assessores, cujas projeções orientam o governo alemão na definição da política fiscal, também disseram em um relatório publicado nesta quarta-feira que esperam que o atual salto na inflação continuará em 2022.

A inflação, impulsionada pelos preços de insumos, foi estimada em 3,1% este ano e 2,6% em 2022. A estimativa para a produção econômica no próximo ano subiu a 4,6%, de 4% na projeção de março.

(Reportagem de Thomas Escritt)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).