A Totvs fez nesta sexta-feira uma contraoferta de R$ 6,1 bilhões pela produtora rival de software Linx, competindo com a oferta feita pela empresa de meios de pagamentos Stone e que contou com acordo vinculante da Linx, anunciada mais cedo nesta semana.

A Totvs afirmou que sua oferta envolve 1 ação da empresa e R$ 6,20 por cada ação da Linx e que manterá a empresa listada. A proposta avalia cada ação da Linx em R$ 34,09, já que as ações da Totvs fecharam a R$ 27,89 na quinta-feira.

Isso representa um prêmio de pouco menos de 1% em relação à oferta da StoneCo, também em ações e dinheiro, que avalia a ação da Linx em R$ 33,7625 cada.

Se aprovada a oferta da Totvs, os acionistas da Linx terão uma participação de 24% na Totvs.

As ações da Totvs subiam cerca de 2% nesta manhã, enquanto papéis da Linx disparavam cerca de 9%. Em Nova York, as ações da StoneCo recuavam cerca de 1%.

Qual o contexto? A proposta da StoneCo está sendo analisada pela CVM, e também foi criticada por alguns acionistas da Linx porque seu presidente-executivo e outros membros do conselho de administração receberiam mais de R$ 300 milhões de em acordos de retenção e não concorrência.

O acordo vinculante com a StoneCo prevê multa de R$ 605 milhões se a Linx realizar uma operação concorrente envolvendo uma oferta melhor feita por terceiro.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).