A petroquímica Braskem anunciou ontem à noite a troca do seu presidente. O cargo será ocupado a partir de 1º de janeiro por Roberto Simões. Ele entra no lugar de Fernando Musa, que fica na presidência apoiando a transição de cargo até 31 de dezembro.

Por que essa troca ocorreu? Reportagem publicada pelo jornal Valor Econômico diz que a Petrobras, segunda maior acionista da Braskem, ter feito críticas à atual gestão da companhia. A reportagem informa ainda que a estatal pediu à Odebrecht, a principal acionista, a substituição de Musa.

Por que a Petrobras pediu a troca do presidente? De acordo com a reportagem, a Petrobras quer mudanças na governança da Braskem e também estava insatisfeita com a forma como a companhia estava lidando com determinados temas.

Quem é o novo presidente? Em comunicado ao mercado, a Braskem diz que Simões foi presidente da Ocyan Participações, da Odebrecht Defesa e Tecnologia, da Santo Antonio Energia. Na Braskem, foi vice-presidente executivo de 2004 a 2008.

“Entre as prioridades do novo Diretor Presidente estão a manutenção da competitividade de todas as operações da companhia e a continuidade da estratégia de diversificação de matéria-prima e geográfica da Braskem”, informou a companhia.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).