A Amazon afirmou nesta segunda-feira (13) que vai contratar 75 mil funcionários para empregos em áreas como centros de distribuição e logística distribuídos pelo globo para enfrentar o aumento na demanda nas compras online gerado pelo isolamento social provocado pelo enfrentamento ao coronavírus.

O que aconteceu? A Amazon revelou que preencheu todas as 100 mil vagas que tinha aberto anteriormente, no início da pandemia, e que os 75 mil novos postos são adicionais às contratações anteriores.

A companhia afirmou que espera gastar mais de US$ 500 milhões globalmente em aumentos salariais para funcionários durante a pandemia, alta ante a estimativa anterior de US$ 350 milhões.

Você pode me dar um pouco mais de contexto? A companhia de comércio eletrônico enfrenta a tarefa de contratar mais pessoal apesar do aumento nos pedidos para fechar suas instalações. A empresa, que registrou casos de coronavírus entre funcionários de galpões de produtos e enfrentou vários protestos, afirmou que vai realizar checagens de temperatura e fornecer máscaras para todos os funcionários em centros de distribuição nos Estados Unidos e Europa.

O número de funcionários da Amazon flutua de acordo com a temporada, tendo recentemente alcançado pico de 798 mil no final do ano passado, antes de ter anunciado a contratação de mais 100 mil trabalhadores após o início da pandemia.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).