A Amazon anunciou hoje a expansão de suas operações no Brasil, com o programa global FBA (Fulfilment By Amazon). Com esse programa, os produtos de empresas que vendem no marketplace da Amazon serão armazenados nos centros de logística da empresa.

Por que isso acelera a entrega? Porque a mercadoria fica guardada no centro de distribuição da Amazon, o que agiliza na hora de fazer a entrega – não é preciso retirá-la no parceiro, pois já está na empresa.

Como a Amazon possui centros de distribuição em locais estratégicos, a distância até a casa do consumidor fica menor, reduzindo também o prazo de entrega.

Quem já conta com esse tipo de armazenamento? Os grandes players do setor oferecem mais vantagens para os sellers que aderem ao sistema fulfilment, que permite que toda a operação de logística – da venda à entrega – seja administrada pelo marketplace. Esse é o caso da Americanas e Mercado Livre.

Como isso impacta no negócio da Amazon? A empresa afirma que o programa permite ampliar a seleção de produtos que automaticamente recebem o selo Prime, melhorando a conversão de vendas e oferecendo frete gratuito e rápido aos clientes Prime.

“O programa é um serviço que nossos parceiros de negócio no mundo todo adoram. Eles nos dizem que o programa os ajuda a economizar tempo, dinheiro e o trabalho de empacotar produtos e enviar caixas. Assim, eles podem se concentrar em expandir seus negócios, reduzir custos, aumentar a variedade de produtos vendidos na Amazon e converter mais vendas”, diz em nota Alex Szapiro, country manager da Amazon no Brasil.

O que é o Amazon Prime? É um serviço que oferece aos assinantes entrega rápida e sem custo de frete em todo o território nacional, além de acesso livre a diversos serviços de streaming de vídeo e música, livros, games e muito mais. Custa R$ 9,90 ao mês.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).