A iniciativa há muito aguardada do Airbnb para a realização de seu IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial) será adiada para a próxima semana, de acordo com pessoas próximas da empresa e com conhecimento do processo.

O pedido de listagem da gigante das hospedagens compartilhadas pode chegar já na próxima segunda-feira (16) à SEC (equivalente nos EUA à Comissão de Valores Mobiliários), segundo essas mesmas fontes, que pediram para não serem identificadas em razão das informações serem sigilosas. A empresa, que antes pretendia entrar com o processo nesta quinta-feira (12), decidiu adiar a oferta na esperança de que haja mais certeza em relação à eleição presidencial nos EUA e à totalização final dos votos.

A nova data não é considerada definitiva pela empresa, segundo as fontes. Ainda há a possibilidade do início do processo ser novamente adiado, já que a escolha do melhor momento não é algo que esteja sob pressão de reguladores ou do próprio mercado financeiro. Procurado para se manifestar sobre o assunto, o Airbnb recusou-se a comentar.

A empresa tem planos de arrecadar até US$ 3 bilhões em sua estreia na Nasdaq. Essa marca faria este ser um dos dos maiores IPOs em uma bolsa de Nova York neste ano.

As companhias que já estrearam nas bolsas americanas no ano levantaram US$ 140 bilhões em suas ofertas iniciais, o que faz com que 2020 atinja o recorde de arrecadação de fundos, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).