O que aconteceu: O adolescente Kyle Giersdorf, o Bugha, ganhou a Copa do Mundo de Fortnite, um dos jogos eletrônicos mais populares do mundo – conhecidos como eSports -, em Nova York. Pela conquista no fim de julho, Bugha, que tem apenas 16 anos, recebeu um “cheque” de US$ 3 milhões. Parece muito, não é? Pois você acertou. Foi uma das maiores premiações individuais da história do esporte, seja qual for a modalidade.

O 6 Minutos fez o levantamento de algumas das maiores premiações individuais do esporte em competições e Bugha ficou atrás apenas do alemão Hossein Ensan, 55 anos, que ganhou neste ano US$ 10 milhões pela vitória no principal evento do World Series of Poker, a maior competição de jogo de cartas do mundo. Mas superou astros de modalidades que reconhecidamente pagam bem e até do esporte a motor.

Mas o tênis profissional não paga mais? O tenista sérvio Novak Djokovic, 32 anos, ganhou no mês passado o torneio de Wimbledon, um dos mais tradicionais do mundo. Djokovic derrotou sete adversários ao longo de duas semanas; na decisão, superou o maior tenista da história, o suíço Roger Federer, por 3 sets a 2, em quase cinco horas de partida. Por tudo isso, ganhou US$ 2,984 bilhões.

E o golfe? Em abril, o americano Tiger Woods, 43 anos, conquistou pela quinta vez o Masters, um dos quatro torneios mais importantes do golfe, em Augusta, nos Estados Unidos. Foram quatro dias de disputa. Pela vitória, Woods recebeu um prêmio de US$ 2,07 milhões.

Veja abaixo a comparação do prêmio da Copa do Mundo de Fortnite com o de grandes eventos esportivos em 2019:

CompetiçãoVencedorPrêmio
World Series of PokerHossein Ensan10,0
Copa do Mundo de FortniteKyle "Bugha" Giersdorf3,0
Wimbledon (tênis)Novak Djokovic2,98
500 Milhas de IndianápolisSimon Pagenaud2,67
Masters (golfe)Tiger Woods2,07
Kentucky Derby (turfe)Country House (cavalo) e Flavien Prat (jóquei)1,86

Como funciona o Fortnite? O Fortnite tem apenas dois anos de vida, mas se tornou uma febre. É um jogo de tiro ambientado em mundo pós-apocalipse, infestado por zumbis. Ele foi lançado para videogames (como PS4, Xbox One e Nintendo Switch), computador e celular. As pessoas podem jogar simultaneamente ou assistir aos outros. Dados de março indicam que havia naquele momento 250 milhões de usuários ativos do Fortnite no mundo. Nesse mês, 630 mil pessoas assistiram simultaneamente a uma partida no Twitch TV, um streaming para games da Amazon. Foi um recorde para jogos eletrônicos.

O adolescente Bugha comemora a conquista da Copa do Mundo de Fortnite, em Nova York, em julho passado
Crédito: Dennis Schneidler/USA Today Sports

Como o Fortnite faz dinheiro? O jogo é gratuito (a versão “Fortnite Battle Royale”), mas a Epic Games, empresa que desenvolveu e é dona do Fortnite, ganha dinheiro com as chamadas micro-transações. É a venda de um passe que dá direito a algumas atualizações do jogo ou de acessórios que permitem a customização dos personagens. Não dá vantagem competitiva nas batalhas, mas todo mundo quer. São valores baixos, até US$ 10, mas que, multiplicados pelos milhões de usuários, permitiram que o jogo acumulasse US$ 2,4 bilhões em receitas no ano passado, sendo o líder nesse critério no mundo.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).