Por Anisha Sircar

(Reuters) – As ações europeias subiam nesta terça-feira e alcançaram uma máxima em mais de uma semana, impulsionadas por uma forte recuperação em papéis de tecnologia –conforme receios com a variante Ômicron do coronavírus diminuíam– e por ganhos no setor de mineração, depois que a China afrouxou sua política monetária.

“Você está vendo um aumento firme no otimismo, como investidores estão dizendo. O movimento defensivo instantâneo durante a grande venda pode ter sido muito precipitado, já que a Ômicron pode não ser tão horrível como se pensava anteriormente”, disse a analista financeira da AJ Bell Danni Hewson.

As ações de tecnologia subiam 3,9%, após atingirem mínimas em sete semanas na segunda-feira, em meio a uma venda mais ampla de nomes de alto crescimento.

O índice pan-europeu STOXX 600 tinha alta de 1,89%, a 477,56 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 1,19%, a 7.318,17 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subia 2,09%, a 15.701,77 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 2,17%, a 7.014,43 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 1,58%, a 26.918,05 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 1,07%, a 8.530,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 1,22%, a 5.577,70 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).