As ações da Kroton, maior empresa de ensino superior do país, fecharam com queda de 11,6% na bolsa paulista nesta quarta-feira. A razão foi a divulgação do seu balanço do segundo trimestre nesta quarta-feira (dia 14) pela manhã, antes da abertura do mercado. Os resultados ficaram aquém das expectativas, enquanto a taxa de evasão dos alunos no período foi maior que a esperada.

Vamos aos números: O grupo anunciou um lucro líquido ajustado de R$ 266,7 milhões no segundo trimestre, uma queda de 44,2% em relação ao mesmo período do ano passado. A queda foi atribuída a despesas com a aquisição da Somos (empresa de ensino básico) e à depreciação de investimentos.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 624,8 milhões, uma queda de 4,3%; mas a margem Ebitda caiu de 42,8% para 35,9%.

Quais as projeções do mercado? Analistas esperavam, em média, um lucro líquido de R$ 301 milhões e um Ebitda de R$ 733,5 milhões, conforme dados da Refinitiv.

Gráfico mostra a queda acentuada das ações da Kroton na abertura do mercado
Crédito: Reprodução Reuters

E quais os números de evasão? No fim de junho, a Kroton apresentava uma base de 888,37 mil alunos no ensino superior, sendo 361,42 mil no presencial e 526,95 mil no EAD (ensino à distância). Um ano antes, eram 936,89 mil no total, dos quais 393,50 mil no presencial e 543,39 mil no EAD.

A taxa de evasão na graduação aumentou para 6,8% no segmento presencial, acima da taxa de 5% um ano antes; e para 8,3% no EAD, acima do índice de 6,5% no segundo trimestre de 2018.

O que disse a Kroton? “A manutenção de um alto nível de desemprego e a lenta recuperação econômica também contribuem para pressionar os indicadores de evasão”, destacou a Kroton no balanço.

E os analistas? Embora tenha destacado positivamente o crescimento do tíquete médio do ensino superior no trimestre, de 6,7% no segmento presencial e de 5% no EAD, a analista do UBS Maria Tereza Azevedo considerou os números fracos, ressaltando uma perspectiva desafiadora para o segmento de educação.

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).