XANGAI (Reuters) – As ações da China fecharam em alta nesta quarta-feira, refletindo avanço dos papéis dos setores imobiliário e de energia, enquanto analistas disseram que a nova variante do coronavírus, ômicron, e uma reunião de dezembro para traçar o curso da economia para o ano que vem estão em foco.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,2%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,4%.

O vice-premiê chinês, Liu He, espera que o crescimento anual deste ano ultrapasse a meta do governo, e a China manterá a continuidade, estabilidade e sustentabilidade da política macro para o próximo ano.

“No curto prazo, temos de prestar atenção em como os governos estrangeiros lidam com a variante ômicron, enquanto, internamente, precisamos nos concentrar em se a Conferência Central de Trabalho Econômico em dezembro irá divulgar mais sinais de flexibilização”, disse Mary Xia, analista de mercado de juros da China na UBS Securities.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,41%, a 27.935 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,78%, a 23.658 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,36%, a 3.576 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,24%, a 4.843 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 2,14%, a 2.899 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,91%, a 17.585 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,87%, a 3.098 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,28%, a 7.235 pontos.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).