O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,94% em outubro. Foi o maior resultado para o mês desde 1995, segundo o IBGE.

No ano, a prévia da inflação acumulou alta de 2,31% e em 12 meses atingiu 3,52%.

Alimentação

Os preços dos alimentos e bebidas pressionaram o indicador com a maior alta entre os grupos e o maior impacto. A maior contribuição veio das carnes (4,83%), na quinta alta consecutiva. O índice também foi puxado pelas altas do óleo de soja (22,34%), do arroz (18,48%), do tomate (14,25%) e do leite longa vida (4,26%).

Transportes

O grupo dos Transportes avançou 1,34% puxado pelas passagens aéreas, que subiram 39,90%. O segundo maior impacto veio da gasolina (0,85%), sua quarta alta consecutiva.

Ainda no grupo dos Transportes, os preços do seguro voluntário de veículo subiram 2,46%, após sete meses consecutivos de quedas. Apenas ônibus interestadual (-2,73%) e gás veicular (-1,36%) tiveram variações negativas.

Vestuário

Após recuar 0,27% em setembro, o grupo de Vestuário teve alta de 0,84%, puxado por roupas masculinas (1,31%) e infantis (1,07%). Já os preços de roupas femini-nas caíram 0,10%. As joias e bijuterias subiram 1,73%, acumulando alta no ano de 10,68%.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).