O preço médio de aluguel de um apartamento padrão em São Paulo, com dois quartos, 65m² e vaga na garagem, é de R$ 3.494 por mês, segundo um levantamento do Imovelweb divulgado nesta terça-feira (20).

O valor ficou 3,8% mais caro em março em comparação ao mesmo período do ano passado. As pessoas que decidirem morar no bairro Itaim Bibi vão ter que desembolsar mais por mês com o aluguel. A região é a mais cara da cidade e custa, em média, R$ 4.910 por mês.

Quem precisa gastar menos, o bairro mais barato de São Paulo é Cidade Tiradentes, com aluguel de R$ 1.073.

Bairros mais baratos de São Paulo

BairrosValor médio do aluguel por mêsValorização mensalValorização anual
Cidade Tiradentes (Leste)R$ 1.0733,07%8,52%
Lajeado (Leste)R$ 1.3431,30%sem dados
Sapopemba (Sudeste):R$ 1.3582,17%-3,51%

Bairros mais caros de São Paulo

BairrosValor médio do aluguel por mêsValorização mensalValorização anual
Jardim Paulista (Oeste)R$ 4.231-0,23%5,43%
Pinheiros (Oeste)R$ 4.346-0,02%-6,79%
Itaim Bibi (Oeste)R$ 4.910-0,20%0,67%

Onde houve maior valorização do aluguel? Em 12 meses, o bairro que teve maior valorização no aluguel foi o Belém (16,8%), seguido de Vila Andrade (16,1%) e São Lucas (15,8%).

Já os bairros que tiveram desvalorização no preço do aluguel foram Perus (-12,8%), São Rafael (-7,8%) e Cidade Dutra (-7,7%).

Reajuste nos contratos

Normalmente, os proprietários utilizam o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) para reajustarem os contratos de aluguel. No entanto, como o indicador está registrando taxas muito altas, o percentual não está sendo repassado aos inquilinos.

O IGP-M de março, por exemplo, acumulou alta de 31,10% nos últimos 12 meses. Devido ao valor alto, a FGV (Fundação Getulio Vargas), a responsável pelo indicador, diz que estuda um novo indicador para substituir o IGP-M para a base de cálculo dos aluguéis.

Leia também: Quanto custa comprar um imóvel em São Paulo? Metro quadrado mais caro da cidade fica em Pinheiros

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).