Menos de duas semanas após o lançamento oficial, o Pix já caiu nas graças dos brasileiros. Segundo pesquisa Ibope encomendada pelo C6 Bank, 60% das pessoas ouvidas consideram o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central superior a TED e DOC, tradicionalmente usados nas transferências bancárias. A pesquisa mostra ainda que 92% dos ouvidos declararam já ter ouvido falar do Pix.

Intenção de uso

Mais da metade dos entrevistados (56%) pretende utilizar o Pix para pagar contas de consumo, como telefone, água e luz, enquanto 45% querem usar para pagar produtos e serviços em estabelecimentos comerciais. Ainda segundo o Ibope, 53% dos entrevistados vão preferir o Pix ao pagamento com cartão nas maquininhas.

Adoção

Entre as pessoas que já fizeram o cadastro no sistema, o percentual é maior entre os homens na faixa etária de 25 a 34 anos e nas classes AB. Entre os que se cadastraram, 35% declararam que usarão o novo sistema em breve e um terço dos participantes disse que a decisão vai ocorrer à medida que obtiverem mais informações sobre o novo sistema.

“Os números mostram que a adoção em massa é questão de tempo”, afirma Maxnaun Gutierrez, head de produtos e pessoa física do C6 Bank.

Até o dia 3 de dezembro, foram realizadas 43 milhões de transações, que movimentaram R$ 40,5 bilhões. Segundo o Banco Central, 99,7 milhões de chaves foram cadastradas por 40,4 milhões de pessoas físicas e 2,5 milhões de empresas.

Metodologia: A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 24 de novembro com 2 mil brasileiros, de todas as regiões do país, entre 18 e 24 de novembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

 

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).