Quem passou a comprar mais pela internet durante a pandemia não pretende voltar para o presencial. Um estudo da agência de pesquisa Edelman, divulgado pelo PayPal nesta quarta-feira (17), mostra que um em cada quatro brasileiros pretende seguir comprando online diariamente no pós-pandemia. O número saltou quase 15% em meio à crise sanitária.

A pesquisa “Consumo Online no Brasil 2021” tem como foco consumidores que já possuem o hábito de comprar online. Segundo o estudo, antes da chegada da pandemia, aproximadamente 20% dessas pessoas realizavam compras diárias pela internet. Com a chegada da crise sanitária e o fechamento do comércio de rua, esse número saltou quase 15 pontos percentuais, para 34,5%.

O costume de realizar compras online deve seguir com a mesma força no pós-pandemia, já que 32% das pessoas pretende continuar comprando todos os dias pela internet e 23,5% planeja realizar compras online semanalmente.

O que vai para o carrinho? De acordo com a pesquisa, delivery de comida, supermercado e farmácia são as compras online que estão mais presentes no dia a dia do brasileiro.

O que agrada no online? 98,3% dos entrevistados dizem preferir fazer compras online por ser mais fácil. Outro ponto interessante é que a sensação de realizar compras online também tem jogado a favor: 98,8% dizem gostar da experiência.

“Coisas como sair com os amigos para comer ou ir ao shopping com os filhos vão começar a acontecer presencialmente, mas mantendo o online em um patamar muito acima do pré-pandemia. Compras que demandam tempo e não resultam em uma experiência de prazer no presencial vão seguir pela internet”, analisa Tais Pinheiro, diretora de planejamento e criação da Edelman.

Como são feitos os pagamentos? A maioria dos consumidores de internet preferem os cartões de crédito (79%) e débito (58%) para realizarem suas compras. Porém, o Pix vem ganhando adeptos muito rapidamente e já conquistou o terceiro lugar, sendo utilizado por 47% dos compradores — à frente inclusive das carteiras digitais, onde o PayPal está incluído.

Como foi feita a pesquisa? O levantamento ouviu 1.000 pessoas — todas compradoras online — entre 18 e 55 anos em todas as regiões do País e de todas as classes sociais.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).