A Caixa Econômica Federal elevou, de 20% para 22%, o nível de comprometimento de renda dos mutuários que financiarem imóveis em linhas atreladas ao IPCA, e o banco avalia aumentar esse percentual ainda mais.

“Podemos elevar esse nível de comprometimento para 25%”, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo do banco estatal, Pedro Guimarães, durante evento da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) pela internet.

A Caixa lançou há um ano a linha de crédito imobiliária corrigida pelo IPCA, mas com um teto menor do que as das linhas prefixadas, que permitem comprometer até 30% da renda.

Guimarães sinalizou na apresentação que a Caixa já liberou em 2020 até agora cerca de 20 bilhões de reais em crédito imobiliário com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), mais do que emprestou em todo o ano passado.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.