A conta da crise hídrica chegou. Nesta terça (dia 29), a diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) definiu  que o custo da bandeira tarifária vermelha patamar 2 passará a ser de R$ 9,49 por cada 100 kwh consumidos a partir do mês que vem, uma alta de 52%.

Nesse cenário, como evitar uma surpresa desagradável no final do mês? 

Clauber Leite, coordenador de energia e sustentabilidade do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), lembra que identificar os eletrodomésticos que mais consomem energia é um passo importante.Há alguns vilões desse consumo, e o principal deles é o chuveiro.

“Esse é o momento para o consumidor economizar energia. Um dos vilões é o chuveiro, ainda mais que em algumas regiões, nessa época, está mais frio. As pessoas querem tomar banho quente e demoram mais”, lembra. “Os principais conselhos são apagar luz acesa onde não precisa e tomar banhos mais curtos”.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) divulga uma lista  de ações que podem ajudar a evitar o desperdício, veja abaixo.

  • Chuveiro elétrico

Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos
Selecionar a temperatura morna no verão

  • Ar condicionado

Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado
Manter os filtros limpos
Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

  • Geladeira

Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário

Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções

Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira

Deixar espaço para ventilação na parte de trás

Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

  • Ferro de passar

Juntar roupas para passar de uma só vez

Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).