Puxado pelo bom desempenho da Petrobras e dos bancos, o Ibovespa fechou esta segunda-feira (dia 12) em alta de 0,97%, a 118.811 pontos.

Já o dólar subiu 0,84%, a R$ 5,72, com o ambiente cada vez mais incerto em torno da aprovação do Orçamento de 2021.

O que aconteceu com a Bolsa? O pregão brasileiro se descolou da fraqueza de Wall Street neste pregão, com o S&P 500 e o Dow Jones recuando de níveis recordes com o início da temporada de resultados corporativos e dados de inflação dos Estados Unidos nesta semana.

Em dia de assembleia de acionistas para eleger o novo conselho de administração, as ações da Petrobras subiram com força nesta segunda após aprovação de acordo com o governo para compensação à companhia no caso da licitação dos volumes excedentes da cessão onerosa nos campos de Sépia e Atapu.

Além disso, o índice foi puxado pelo desempenho dos bancos, que tiveram um pregão de alta após acumular queda nos primeiros pregões deste mês.

O maior destaque de hoje foi o Pão de Açúcar, que subiu mais de 9% após a Leblon Equities informar que retirou as estatais da sua carteira e o anunciou o grupo como sua maior posição.

O que aconteceu com o dólar? O mercado teve um dia volátil em meio ao noticiário político. A taxa de câmbio já vem enfraquecida pela escalada do risco político-fiscal nas últimas semanas devido ao atrito sobre o Orçamento –malvisto pelo mercado– e, agora, a CPI da Covid no Senado.

A avaliação é que esses eventos distraem ainda mais o foco da equipe econômica, do governo e do Congresso da agenda de reformas, cujo cronograma é tido como apertado à medida que no segundo semestre o tema das conversas em Brasília deve se voltar para a eleição de 2022.

Para Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset, a determinação de instalação da CPI da Covid-19 e as pressões do centrão em relação ao Orçamento podem se multiplicar, o que pode trazer um problema “muito grave” ao governo. “Um problema de ter de aprovar uma peça de Orçamento que pode trazer o impeachment do presidente Bolsonaro e colocá-lo na mão do centrão mais uma vez”, disse.

Maiores altas:

Grupo Pão de Açúcar (+ 9,29%)
Braskem (+ 7,47%)
Minerva (+ 5%)

Maiores baixas:

Eletrobras PN (- 3,23%)
Eletrobras ON (- 2,23%)
Azul (- 2,21%)

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).