Um grupo de estudantes fez um protesto na manhã desta quarta (17) e colou cartazes na estátua de um touro dourado, que foi inaugurada ontem em frente ao prédio da B3, a Bolsa de Valores brasileira, no centro São Paulo.

A manifestação foi pacífica e o organizada pela “Juventude Fogo no Pavio” e pelo “Movimento Raiz da Liberdade”. O grupo colou cartazes com a palavra fome. Após o protesto, a escultura e o local foram limpos.

A escultura representa “o otimismo e a força dos investidores” no mercado financeiro e foi inspirada no Touro de Wall Street, que fica no centro financeiro de Nova York.

“No último mês nós ocupamos a Bolsa de Valores, também marchamos por todo o Brasil denunciando a carestia e a falta de comida, e não iremos parar até que essa política de morte seja derrubada! Não aceitaremos que o Brasil siga sendo o país da fome!”, afirmou o grupo em sua conta no Twitter.

Segundo a B3, o touro foi construído sobre uma estrutura metálica tubular com multicamadas de fibra de vidro de alta densidade e pintura de alta temperatura anticorrosiva. A escultura tem 5,10 metros de comprimento, 3 metros de altura e 2 metros de largura.

“O Touro de Ouro representa a força e a resiliência do povo brasileiro. A B3 está trazendo esse novo símbolo para valorizar não apenas o centro de São Paulo, mas o desenvolvimento do mercado de capitais do Brasil, que passa pela própria história da bolsa. O centro é o coração do mercado financeiro e, após a fusão que originou a B3, em 2017, a companhia optou não apenas em permanecer na região, como em contribuir para sua retomada”, diz Gilson Finkelsztain, CEO da B3.

Após protesto, funcionários limpam escultura (Crédito: Roberto Casimiro/FotoArena/Estadão Conteúdo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).