Atualizada às 10h39

O mercado deve monitorar nesta quarta-feira (dia 6) alguns indicadores importantes de atividade no Brasil e no mundo. Pela manhã, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou as vendas no varejo de agosto. Como esperado, as vendas do varejo caíram 3,1% em agosto, na comparação com o mês anterior.

Os investidores também ficaram atentos à inflação do mês passado medida pelo IGP-DI, indicador divulgado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), e aos dados de produção e licenciamentos de veículos da Anfavea (associação das montadoras). Puxado pela queda do minério de ferro, o IGP-DI recuou 0,55% em setembro. A produção de veículos, por sua vez, caiu 21,3% em setembro, ainda comprometida pela falta de peças.

Há chances ainda de a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça da Câmara) apreciar a prorrogação da desoneração da folha de pagamento entre esta quarta e quinta-feira (dia 7), o que também pode mexer com os mercados.

Nos Estados Unidos,  o Relatório Nacional de Emprego da ADP mostrou aumento na criação de empregos em setembro com a geração de 568 mil postos de trabalho.

Veja que deve estar no radar do mercado nesta quarta (6):

Vendas no varejo e Anfavea  

A expectativa de queda do varejo se confirmou. O volume de vendas do comércio varejista no país recuou 3,1% em agosto, na comparação com o mês anterior. Mais da metade das atividades caíram no período. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada hoje (6) pelo IBGE.

A falta de componentes eletrônicos segue comprometendo a indústria automobilística. Números divulgados hoje pela Anfavea mostram recuo de 21,3% na produção de veículos em setembro, frente ao mesmo mês do ano passado. Também houve impacto nas vendas, que caíram 25,3% em setembro ante o mesmo período de 2020.

IGP-DI de setembro

As apostas de queda do IGP-DI se confirmaram. O índice caiu 0,55% em setembro, percentual inferior ao apurado no mês anterior, quando caíra 0,14%. Com este resultado, o índice acumula alta de 15,12% no ano e de 23,43% em 12 meses.

“A queda de 22,11% registrada no preço do minério de ferro, influenciou novamente o resultado da inflação ao produtor, que recuou de -0,42% em agosto para -1,17% em setembro”, disse André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.

Emprego privado nos EUA 

Um dos destaques desta quarta foi a divulgação do número de geração de emprego no setor privado nos Estados Unidos em setembro. A diminuição dos casos de Covid-19 teve impacto bastante positivo e criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos subiu mais do que o esperado para o mês, chegando a 568 mil novos postos de trabalho.

Em agosto, os empregadores privados no país contrataram bem menos trabalhadores do que o mercado esperava. Na nova divulgação, os dados de agosto foram ainda revisados para baixo para mostrar geração de 340 mil vagas, em vez das 374 mil inicialmente relatadas.

O aumento na criação de empregos pode influenciar nas decisões do Fed (banco central dos EUA) de reduzir ou não os estímulos monetários à economia americana.

Desoneração da folha de pagamento 

Entre esta quarta e esta quinta (dia 7), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça da Câmara) vota o parecer de admissibilidade do projeto de lei que prorroga a desoneração da folha de pagamento até 2026 –o prazo atual vence no final deste ano.

Se aprovado o aparecer, o texto vai diretamente para o Senado, sem passar pelo plenário da Câmara. A medida reduz a arrecadação prevista para os próximos anos, e por isso é considerada uma das ameaçadas ao teto de gastos.

Radar corporativo: empresas para ficar de olho

Pão de Açúcar e Carrefour 

As ações do Grupo Pão de Açúcar dispararam 6,8% no pregão desta terça, e as do Carrefour fecharam em alta de 2,5%. Analistas da Genial Investimentos estão vendo o segmento supermercadista como muito atrativo, negociado abaixo dos  seus níveis históricos. As cotações, na avaliação da corretora, não refletem as perspectivas futuras, “onde os players estarão estruturalmente melhores aos níveis pré-pandêmicos”.

Banco do Brasil

O banco público se valorizou 4,76% nesta terça, tendo de pano de fundo um relatório do Safra no qual os analistas afirmam ver múltiplos bastante atrativos para as ações. O banco, na avaliação dos analistas, está mostrando uma boa recuperação em seus números para 2021 e dá sinais de que tal tendência deve continuar em 2022.

Petrobras

Os olhos dos investidores estarão novamente voltados para o rali recente da Petrobras, cujos papéis voltaram a subir nesta terça acompanhando nova alta do petróleo no exterior. A companhia também está realizando perfurações nos blocos Aram e Três Marias, ambos no pré-sal da Bacia de Santos.

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).