Em um dia em que as bolsas americanas não abriram por causa do feriado de Ação de Graças, o Ibovespa encerrou o pregão quase estável, em leve alta de 0,09%, a 110.227 pontos.

O dólar fechou em alta de 0,28%, a R$ 5,33.

O que aconteceu com a bolsa e o dólar? O Ibovespa fechou quase estável nesta quinta-feira, em pregão com liquidez reduzida em razão da ausência de Wall Street por feriado nos EUA.

De acordo com análise técnica do banco Safra, o Ibovespa está em tendência de alta no curto prazo e segue em direção ao objetivo em 116.500 pontos.

A Petrobras, que vinha apresentando forte valorização nos últimos pregões, recuou após divulgação do seu plano estratégico para 2021-2025, que reduz o investimento de cinco anos em 27% para preservar o caixa.

O dólar fechou em leve alta ante o real, em dia de oscilações contidas em outros mercados de câmbio, com liquidez reduzida e sem a referência das praças americanas.

O dia foi fraco de movimentações também no exterior, com várias divisas mostrando variações limitadas ante o dólar.

Operadores lembraram que o dólar no Brasil vinha de dois dias de firme queda, em que acumulou retração de 2,11%, e que uma pausa em dia de menor liquidez seria esperada.

Do lado mais estrutural, o foco dos mercados segue voltado para a sustentabilidade fiscal do Brasil –cujas dúvidas, segundo analistas, explicam grande parte da depreciação nominal de mais de 20% da moeda brasileira ante o dólar neste ano.

Maiores altas:

Suzano (+ 5,68%)
CSN (+ 4,53%)
Cogna (+ 4,30%)

Maiores baixas:

Intermedica (- 2,58%)
Itaú Unibanco (- 2,11%)
Pão de Açúcar (- 2,06%)

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).