Em meio à cautela com o novo aumento de casos de coronavírus no mundo e ao conflito entre o Fed (banco central americano) e o Tesouro sobre os estímulos à economia, o Ibovespa encerrou o pregão em queda de 0,59%, a 106.042 pontos. Na semana, a bolsa subiu 1,25%.

Já o dólar fechou o dia em alta de 1,35%, a R$ 5,38. Na semana, a queda é de 6,14%.

O que aconteceu com a Bolsa e o dólar? O Ibovespa teve um dia de queda puxado pelas bolsas externas, com o noticiário doméstico esvaziado após o fim da temporada de balanços corporativos.

No exterior, ainda prevalece  a cautela relacionada às negociações de novos pacotes de estímulos econômicos, em meio a um aumento no número de casos de covid no mundo.

O número de pacientes hospitalizados com a Covid-19 nos EUA saltou quase 50% nas últimas duas semanas, forçando alguns estados americanos a estabelecerem novas restrições para conter a propagação do vírus. Alguns países da Europa já restabeleceram lockdowns nas últimas semanas.

Além disso, nesta sexta o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse que os principais programas de empréstimos do Federal Reserve para conter os impactos da pandemia vão expirar em 31 de dezembro, colocando o governo Trump em desacordo com o banco central e potencialmente adicionando estresse à economia enquanto o presidente eleito Joe Biden organiza sua futura administração.

Enquanto isso, no Brasil, agentes financeiros avaliavam declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, na noite de quinta (19). Guedes afirmou que se a segunda onda da pandemia de fato ocorrer no país, ela será enfrentada pelo governo.

“Se a doença vier estamos numa outra dimensão, sabemos como agir, mas não é nosso plano”, disse Guedes, voltando a frisar que o “plano A” é prosseguir com a realização de reformas, com respeito ao teto de gastos e sem programas populistas.

O economista-chefe da Infinity Asset, Jason Vieira, afirmou em nota que o ministro “já não consegue mais contaminar o mercado com seu usual otimismo e soluções fáceis para os difíceis problemas brasileiros”. “As soluções tanto pregadas pelo ministro não avançam em especial as privatizações, redução dos gastos e o tamanho do Estado”, afirmou.

Maiores altas:

IRB (+ 4,34%)
Pão de Açúcar (+ 4,28%)
Raia Drogasil (+ 3,44%)

Maiores baixas:

PetroRio (- 6,89%)
Gol (- 3,91%)
Lojas Renner (- 2,49%)

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).