Em dia de realização de lucros após uma semana positiva, o Ibovespa fechou esta segunda-feira (dia 10) em leve queda de 0,11%, a 121.909 pontos.

Já o dólar encerrou as negociações em leve alta de 0,10%, cotado a R$ 5,233.

O que aconteceu com a Bolsa? O Ibovespa operou parte do dia com uma alta discreta, puxado por alta de papeis ligados a commodities, como a Vale. Por outro lado, houve realização de lucros na maioria das ações, após a semana passada ter sido positiva com a temporada de balanços trimestrais.

“Com dificuldade para romper a faixa dos 122 mil pontos, o Ibovespa inicia a semana praticamente estável, com o setor de commodities devolvendo os ganhos conquistados pela manhã”, afirmou Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora.

Houve pressão negativa também do exterior. “Lá fora, os índices operam mistos, com as grandes companhias de tecnologia em queda, enquanto empresas de setores mais cíclicos têm alta”, apontou Lucas Collazo, especialista da Rico Investimentos.

Para o estrategista da Davos, Mauro Morelli, a bolsa paulista seguiu os movimentos em Wall Street, com um tom mais positivo pela manhã e realizando no restante do pregão.

No caso de Nova York, ele atribuiu o movimento a ajustes uma vez que os índices têm batido máximas recentemente, mas também à percepção de que os números de emprego dos EUA da sexta-feira não refletem na totalidade o quadro do emprego norte-americano.

Essa visão, segundo ele, traz receios quanto à inflação nos Estados Unidos e o risco de Federal Reserve ser obrigado a elevar o juro muito antes do que o previsto, dado o aquecimento da economia.

A temporada de balanços corporativos no Brasil, que ditou o ritmo do Ibovespa na última semana, também vem carregada nos próximos dias. Apenas na terça-feira, a pauta inclui Klabin, BR Distribuidora, BTG Pactual, Marfrig, entre outros.

Para o sócio e economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane, os resultados têm surpreendido positivamente, com exportadoras de commodities confirmando o bom momento e algumas empresas voltadas a setores domésticos apresentando dados melhores do que o esperado.

“Podemos dizer que estamos tendo uma grata surpresa positiva em relação à dinâmica da economia doméstica”, afirmou.

Entre os destaques do dia, CVC avançou 5,05%, endossada pela melhora na recomendação por analistas do JPMorgan, para overweight, com preço-alvo de R$ 29 – um potencial de alta de 21% em relação o fechamento do papel na sexta-feira.

Locaweb recuou 5,28%, mais uma vez entre as maiores quedas, após forte valorização em abril e tendo no radar resultado do primeiro trimestre previsto para a noite do dia 12.

B2W perdeu 4,37%, tendo de pano de fundo balanço na semana passada e ajustes de portfólios dada a perspectiva de reabertura de economias após medidas de lockdown por causa da pandemia de covid-19 que beneficiaram fortemente o e-commerce. No mesmo setor, Magazine Luiza caiu 3,47% e Via Varejo cedeu 1,07%.

O que aconteceu com o dólar? O dólar trabalhava com pouca alteração em relação ao real nesta segunda-feira, fazendo uma pausa depois de fechar na mínima em quase quatro meses no último pregão, com os investidores de olho nas perspectivas para a política monetária dos Estados Unidos e seu impacto nos mercados de câmbio ao redor do globo.

Entre os fatores que ajudaram o dólar a ceder terreno frente à moeda brasileira no final da semana passada, vários analistas chamaram a atenção para um relatório de emprego decepcionante dos Estados Unidos.

Depois que a abertura de vagas de trabalho no país ficou muito abaixo das projeções dos mercados de criação de quase 1 milhão de empregos, subiram as apostas de que o banco central norte-americano, o Federal Reserve, manterá bilhões de dólares em estímulos por ainda mais tempo, sem subir a taxa de juros.

O dólar à vista teve variação positiva de 0,10%, a R$ 5,233 na venda, não distante da mínima atingida em 14 de janeiro (R$ 5,212). A cotação variou no dia de R$ 5,2535 (+0,50%) a R$ 5,1977  (-0,57%).

Maiores altas:

CVC (+5,05%)
Marfrig (+3,48%)
Pão de Açúcar (+2,72%)

Maiores baixas:

Locaweb (-5,28%)
Banco Inter (-4,87%)
B2W (-4,37%)

(Com a Reuters)

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).