Em meio ao otimismo com a conclusão da transição de poder nos Estados Unidos, o anúncio da eficiência de 78% da Coronavac e o avanço das commodities no mundo, a Bolsa bateu nesta quinta-feira (7) seu recorde histórico, fechando em alta de 2,76%, a 122.385 pontos.

Já o dólar, em meio a preocupações fiscais e um dia de recuperação da divisa no exterior, encerrou o dia em alta de 1,82%, a R$ 5,39.

O que aconteceu com a Bolsa e o dólar? O otimismo global com a promessa do presidente americano, Donald Trump, de uma transição “ordenada” para o mandato de Joe Biden nos Estados Unidos e o anúncio da eficiência de 78% da Coronavac pelo governo do Estado de São Paulo fizeram a bolsa atingir um patamar recorde no fechamento desta quinta.

A alta das commodities no mundo também contribuiu para o Ibovespa fechar em alta de quase 3%, com empresas com forte peso no índice, com a Vale, por exemplo, alcançando alta de mais de 7%.

No caso do dólar, preocupações fiscais e a volatilidade da moeda no exterior contribuíram para uma forte alta, com a divisa registrando a maior subida em mais de três meses.

Após se recuperar após tocar recentemente mínimas em quase três anos, a moeda americana se recuperou nesta quinta.

Por aqui, preocupações do lado fiscal vêm aumentando a pressão sobre o real. O deputado federal e presidente do MDB, Baleia Rossi (SP), lançou oficialmente na quarta-feira sua candidatura ao comando da Câmara dos Deputados, defendendo rejeição da submissão ao Poder Executivo e a prorrogação do auxílio emergencial em meio à pandemia do novo coronavírus.

“Não há espaço para aventuras populistas no Brasil neste momento”, disse Dan Kawa, sócio da TAG Investimentos, citando a dinâmica dos mercados de câmbio e juros nos últimos dias.

Maiores altas:

Suzano Papel e Celulose (+ 8,64%)
Bradespar (+ 8,28%)
Klabin (+ 7,61%)

Maiores baixas:

CVC (- 3,65%)
Energisa (- 3,57%)
CPFL (- 3,45%)

(Com a Reuters)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).