Dividida entre o cenário externo ruim e a forte valorização da Vale, a Bolsa teve um dia de forte volatilidade e fechou o dia em queda de 0,48%, a 98.363 pontos. Na semana, o Ibovespa acumulou perdas de 2,84%.

Já o dólar encerrou o pregão em alta de 0,24%, a R$ 5,33.

O que aconteceu com a Bolsa e o dólar? O Ibovespa foi afetado no pregão desta sexta pela volatilidade de Wall Street, em um movimento de queda amortizado pela alta da Vale, que anunciou remuneração a acionistas.

Na semana, o principal índice da Bolsa também foi afetado pelas bolsas externas, influenciado pela forte queda nas ações de tecnologia, consideradas excessivamente caras por investidores após meses de valorização.

O mercado está sem catalisadores para novas altas, diante da ausência de novidades sobre mais estímulos fiscais nos EUA. No Brasil, o noticiário político e econômico seguiu no radar, mas sem novos ruídos graves.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta sexta que a proposta que cria mecanismos para conter as despesas públicas e preservar a regra de ouro e a PEC (Proposta de Emenda à Constitucioção) da reforma tributária são as que têm maiores chances de o Congresso Nacional votar ainda em 2020.

A moeda americana fechou em alta, com os investidores demandando proteção antes do fim de semana depois de mais uma sessão instável nos mercados internacionais.

Maiores altas:

Vale (+ 5,84%)

Bradespar (+ 4,35 %)

CSN (+ 4,03 %)

Maiores baixas:

Cielo (- 4,31 %)

IRB (- 4,13%)

Intermedica (- 3,77 %)

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.