As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em alta nesta segunda-feira, 10, seguindo o tom positivo de Wall Street na sexta-feira (7), quando dados mais fracos do que o esperado do mercado de trabalho dos EUA sinalizaram que o Federal Reserve manterá seus estímulos monetários.

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,55% em Tóquio hoje, a 29.518,34 pontos, impulsionado por ações de siderúrgicas e montadoras, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 1,63% em Seul, ao nível recorde de 3.249,30 pontos, ajudado por papéis de varejistas e companhias aéreas. Em discurso televisionado, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse que seu governo fará o possível para que o Produto Interno Bruto (PIB) local cresça mais de 4% este ano.

O dia foi de ganhos também na China continental, cujos mercados haviam acumulado perdas nos dois pregões anteriores, depois de voltarem de um longo feriado nacional. O Xangai Composto teve alta de 0,27%, a 3.427,99 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto se valorizou 0,19%, a 2.243,93 pontos.

Por outro lado, o Hang Seng apresentou perda marginal de 0,05% em Hong Kong, a 28.595,66 pontos, e o Taiex caiu 0,29% em Taiwan, a 17.235,61 pontos.

Em Nova York, as bolsas tiveram ganhos generalizados na sexta-feira, após a fraqueza do último relatório de emprego dos EUA – o chamado “payroll” – sustentar a avaliação de que o Fed, como é conhecido o BC americano, irá manter juros próximos de zero e outros agressivos instrumentos de estímulo monetário por muito tempo ainda.

A questão da covid-19, no entanto, permanece no radar. Nas últimas semanas, a Índia tem registrado sucessivos recordes de contágios e mortes em 24 horas. O Japão, por sua vez, será anfitriã dos Jogos Olímpicos a partir de julho, num momento em que a vacinação contra a doença no país está em ritmo extremamente lento, com apenas cerca de 3% da população inoculada.

Na Oceania, a bolsa australiana terminou a sessão em patamar recorde, o primeiro desde o início da pandemia, graças principalmente ao bom desempenho do setor minerador, que é favorecido por um salto nos preços do minério de ferro. O S&P/ASX 200 avançou 1,3% em Sydney, a 7.172,80 pontos.

(Com informações da Dow Jones Newswires e Associated Press).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).