As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta sexta-feira, 30, após dados de manufatura chinesa mais fracos do que o esperado e diante da preocupante situação da covid-19 em partes da região, como Índia e Japão.

Na volta de um feriado nacional, o índice acionário japonês Nikkei caiu 0,83% em Tóquio hoje, a 28.812,63 pontos. Já o Hang Seng recuou 1,97% em Hong Kong, a 28.724,88 pontos, e o sul-coreano Kospi teve queda de 0,83% em Seul, a 3.147,86 pontos. Em Taiwan, o mercado não operou em razão de um feriado.

Na China continental, o Xangai Composto se desvalorizou 0,81%, a 3.446,86 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve perda de 0,29%, a 2.298,93 pontos.

Dados oficiais mostraram que o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria chinesa diminuiu de 51,9 em março para 51,1 em abril. Ainda que o resultado acima de 50 indique expansão da manufatura, analistas previam um recuo mais discreto do PMI, a 51,6.

Novos surtos de covid-19 na região asiática também inspiram cautela. Nas últimas semanas, a Índia vem registrando sucessivos recordes globais de novos casos diários. No Japão, as mortes pela doença ultrapassam 10 mil, em meio ao que especialistas estão descrevendo como quarta onda de infecções no país. A Bolsa de Tóquio ficará sem operar até quarta-feira (5 de maio), devido a feriados da chamada Semana Dourada.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho nesta sexta, e o S&P/ASX 200 caiu 0,80% em Sydney, a 7.025,80 pontos.

(Com informações da Associated Press).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).