Em dia de forte volatilidade, em que o principal índice da bolsa brasileira chegou a cair quase 3%, o Ibovespa amenizou as perdas com o anúncio de novos estímulos pelo Fed (banco central americano) e encerrou o pregão em queda de 0,45%, a 92.375 pontos.

O dólar também atenuou a subida em relação ao real: a moeda americana chegou a ser negociada a R$ 5,22, e encerrou o dia com alta de 1,9%, a R$ 5,14.

Pela manhã, o mercado brasileiro e as bolsas externas viam com preocupação a possível nova onda de contágio pela covid-19.

“No final de semana, vimos novas notícias de aumento de casos de contaminação do coronavírus em alguns importantes estados americanos, além de focos pontuais e localizados na China. Isso, certamente, está deixando o mercado mais defensivo no curto-prazo”, observou o estrategista Dan Kawa, da TAG Investimentos.

Essas notícias fizeram com que as bolsas europeias fecharam no campo negativo. O DAX, índice da bolsa alemã, recuou 0,3%, enquanto o FTSE, da Inglaterra, caiu 0,6%. Na Ásia, o pregão também fechou com baixas. A bolsa de Xangai recuou 1%, e os índices de Tóquio encolheram mais de 3%.

No Brasil, o anúncio da saída do secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, considerado uma espécie de fiador do ajuste fiscal, também deixou os investidores de mau humor.

Os mercados viraram após o Federal Reserve anunciar que comprará títulos de dívidas corporativas, o que reforça as políticas de estímulos e reduz o risco para as empresas. Após o anúncio, o S&P 500, que abriu o dia com perdas de quase 2%, passou a avançar 0,8%, e o Dow Jones subia 0,5%.

A bolsa brasileira também reduziu as perdas, já que o novo nome anunciado para o Tesouro durante a tarde, Bruno Funchal, agradou ao mercado.

Mansueto era o principal elaborador e defensor das medidas de controle fiscal desde 2018, ainda no governo de Michel Temer. Apesar de o próprio secretário já ter dito que sua demissão não muda a agenda de reformas, Paulo Guedes perderá um importante fiador do projeto de recuperação das contas públicas no pós-pandemia.

Destaques

As ações da Cielo chegaram a registrar alta superior a 30%, e fecharam o dia em alta de 14%. A alta dos papeis se deu no embalo do anúncio de que a Cielo é parceira do WhatsApp na funcionalidade de pagamento direto no aplicativo.

Na parceria com o WhatsApp, a Cielo fornecerá as funcionalidades operacionais e de segurança dos processos de pagamento. A empresa é controlada pelo Banco do Brasil e Bradesco, e opera no Brasil há 25 anos.

Com a recuperação dos preços do petróleo, a Petrobras fechou em alta de 0,85%, abandonando a fraqueza dos últimos pregões.

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).