Os aumentos progressivos na taxa básica de juros (Selic) beneficiam a renda fixa e tendem a atrair mais investidores para o Tesouro Direto. Isso já está acontecendo: dados da plataforma mostram que a base de investidores cadastrados no programa do governo teve um junho um crescimento de 4,56% em relação ao mês anterior, atingindo 11.495.273 pessoas.

No mês de junho de 2021, foram realizadas 416.922 operações de investimento em títulos do Tesouro Direto, no valor total de R$ 2,34 bilhões. Durante esse mês, os resgates foram de R$ 1,53 bilhão. Dessa forma, houve emissão líquida de R$ 807,07 milhões.

As aplicações de até R$ 1 mil representaram 66,17% das operações de investimento no mês. O valor médio por operação foi de R$ 5.617,10.

Quais foram os títulos mais procurados pelos investidores? Foram os papéis indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) que somaram, em vendas, R$ 1,01 bilhão e corresponderam a 43,37% do total.

Os títulos indexados à taxa Selic (Tesouro Selic) totalizaram R$ 1 bilhão, representando 42,84% das vendas, enquanto os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) totalizaram R$ 323,12 milhões em vendas, ou 13,80% do total.

Nas recompras (resgates antecipados), predominaram os títulos indexados à taxa Selic, que somaram R$ 688,39 milhões (44,85%). Os títulos remunerados por índices de preços (Tesouro IPCA+, Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais e Tesouro IGPM+ com Juros Semestrais) totalizaram R$ 526,15 milhões (34,28%) e os prefixados, R$ 320,29 milhões (20,87%).

E os prazos de investimento mais pedidos? A maior parcela de vendas se concentrou nos títulos com vencimento entre 5 e 10 anos, representando 52,50% do total. As aplicações em títulos com vencimento acima de 10 anos alcançaram 13,61%, enquanto os títulos com vencimento de 1 a 5 anos corresponderam a 33,89% do total.

Quais são os papéis mais presentes no estoque do Tesouro? Em junho de 2021, o estoque do programa fechou em R$ 66,34 bilhões, um aumento de 2,06% em relação ao mês anterior (R$ 65,00 bilhões). Os títulos remunerados por índices de preços (IPCA e IGP-M) se mantêm como os mais representativos do estoque, somando R$ 36,22 bilhões, ou 54,59% do total.

Na sequência, vêm os títulos indexados à taxa Selic, totalizando R$ 16,83 bilhões (25,37%), e os títulos prefixados, que somaram R$ 13,29 bilhões, com 20,04% do total.

Quanto ao perfil de vencimento dos títulos em estoque, a parcela com vencimento em até 1 ano fechou o mês em R$ 861,87 milhões, ou 1,30% do total. A parcela vincendo de 1 a 5 anos foi de R$ 37,05 bilhões (55,85%) e o percentual acima de 5 anos somou R$ 28,43 bilhões (42,85%).

O balanço completo do Tesouro Direto está disponível aqui.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).