A temporada de balanços do segundo trimestre entrará em mais uma semana bastante agitada. São esperados para esta semana os resultados financeiros de mais de 20 empresas de diferentes setores — desde commodities até o setor financeiro. Os números mais esperados são os dos bancos Itaú e Banco do Brasil, da Embraer e das operadoras de saúde SulAmerica e NotreDame Intermédica.

Por que é tão importante? Ao contrário do primeiro trimestre, que teve apenas um mês afetado pela pandemia do coronavírus, o segundo trimestre revelará uma fotografia completa dos estragos do fechamento de comércios e da queda do consumo. Além disso, o período entre abril e junho é um bom indicativo para o nível que a economia está na descida até o fundo do poço.

Setor financeiro

Na semana teremos os resultados de alguns bancos. O principal e mais esperado é do Itaú — o maior banco privado do país vai divulgar seus números na segunda-feira (3) após o fechamento do mercado. Não são esperadas notícias muito boas vindas do balanço do bancão.

O Santander e o Bradesco divulgaram seus números na última semana. Além de uma queda de 40% no lucro, os bancos reservaram mais recursos para as provisões, preparando-se para um aumento na inadimplência. Espera-se que o Itaú venha nessa mesma linha, o que tem potencial para derrubar as ações do banco.

O Banco do Brasil divulgará seus resultados na quinta-feira (dia 6), e trará os primeiros indicativos de como a pandemia afetou as instituições públicas. As expectativas, porém, não são boas. “Os bancos estão se preparando para um aumento na inadimplência após o fim do pagamento do auxílio emergencial“, explica Henrique Esteter, analista de renda variável da corretora Guide Investimentos.

Os bancos Pan e BMG também vão divulgar seus números na próxima semana. Por serem instituições médias, os investidores ficarão de olho nos números de inadimplência e na qualidade do crédito concedido.

Exportadoras

Depois de resultados melhores que o esperado da Vale e da Petrobras, as expectativas para o segmento de exportação são altas. A Petro Rio, a Braskem, a CSN, a Gerdau e a Klabin divulgarão seus dados relativos ao segundo trimestre também nesta semana.

A Petro Rio e a Braskem devem ter sido impactadas pela crise internacional no mercado de petróleo. No entanto, a recuperação da demanda da China pode compensar parte dos efeitos negativos, dando algum fôlego para essas empresas — foi o que aconteceu com a Petrobras, por exemplo.

O retorno do apetite chinês pode também ter ajudado os resultados da CSN, Gerdau e Klabin. No caso das duas primeiras, um bom indicativo de que o trimestre não foi tão ruim é o resultado já divulgado da Usiminas. Impulsionada pelo preço do minério de ferro e do aço no mercado internacional, a siderúrgica registrou um lucro 15% maior. Já a Klabin será a primeira do setor a divulgar seus números, mas deve ser beneficiada pela subida nos preços de celulose no mercado chinês.

A Embraer está em uma situação um pouco mais complicada. A fabricante de aeronaves brasileira viu a demanda desaparecer durante a crise e ainda amargou o cancelamento do acordo de venda de parte de suas operações para a Boeing. “Esperamos um resultado muito fraco, mas alguns dados vão ser observados em detalhe, para saber quais serão os planos da empresa daqui para a frente”, diz Esteter, da Guide.

Saúde

Três das maiores operadoras de saúde também reportarão seus resultados nesta semana. A seguradora e operadora de planos Porto Seguro divulgará seus números no dia 3 de agosto, SulAmerica no dia 5, e o grupo NotreDame Intermédica fará o mesmo no dia 7 de agosto. Apesar dos dados da Susep (Superintendência de Seguros Privados) já indicarem uma queda no número de usuários cobertos pelos planos, há algumas questões operacionais que podem surpreender.

“O aumento dos casos de coronavírus fez com que os clientes dos planos deixassem de buscar consultas e exames médicos, o que diminuiu a sinistralidade das operadoras”, diz Arbetman, da Ativa.

Shoppings

Os grupos Multiplan e Iguatemi, dois dos dos maiores administradores de shoppings do país, devem reportar seus resultados nos próximos dias. Os balanços devem dar detalhes sobre como o fechamento dos shoppings centers afetou o caixa das empresas.

“Os shoppings permaneceram fechados por quase todo o período. É difícil ver alguma carta embaixo da manga, de fato os números têm tudo para se confirmarem negativos”, prevê o analista da Ativa.

Mais empresas que divulgarão seus resultados

Veja abaixo a lista de todas as divulgações de balanços previstas entre 3 e 7 de agosto de 2020:

  • Porto Seguro: 3 de agosto
  • Petro Rio: 3 de agosto
  • BB Seguridade: 3 de agosto
  • Itaú Unibanco: 3 de agosto
  • Alpargatas: 4 de agosto
  • Banco Pan: 4 de agosto
  • Iguatemi: 4 de agosto
  • Embraer: 5 de agosto
  • AES Tietê: 5 de agosto
  • Braskem: 5 de agosto
  • CSN: 5 de agosto
  • Gerdau: 5 de agosto
  • Klabin: 5 de agosto
  • Metalúrgica Gerdau: 5 de agosto
  • SulAmerica: 5 de agosto
  • Totvs: 5 de agosto
  • Banco BMG: 6 de agosto
  • Banco do Brasil: 6 de agosto
  • Light:  6 de agosto
  • Multiplan: 6 de agosto
  • M Dias Branco: 7 de agosto
  • Notre Dame Intermédica: 7 de agosto
  • Sanepar: 7 de agosto

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.